Cuidados com o clima seco

A baixa umidade do ar e o aumento da poluição causam ressecamento das lágrimas, que protegem e lubrificam os olhos. Com isso, é comum o aparecimento de doenças como a conjuntivite e sindrome do olho seco.

A Síndrome do Olho Seco é um termo usado para descrever um grupo de diferentes doenças e condições que resultam da umidade e lubrificação inadequada do olho. A falta de umidade e lubrificação faz com que a quantidade de lágrima nos olhos diminua. É comum atingir usuários de lentes de contato , idosos, mulheres e principalmente quem usa o computador por muito tempo. Evite ficar muito tempo em salas com arcondicionado. O ideal é dar uma pausa de 5 minutos em cada hora exposta ao arcondionado.

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, membrana que recobre a pálpebra e a esclera, parte branca do olho. Ocorre com mais frequência em crianças que estão com o sistema imunológico em desenvolvimento e idosos. A mais comum, a viral, é altamente contagiosa. Como prevenção à conjuntivite, o melhor é lavar frequentemente as mãos, evitar locais fechados, não compartilhar objetos pessoais como maquiagem, fronhas, toalhas e colírios, e não levar as mãos aos olhos.

Os principais sintomas das doenças desta época de seca são olhos vermelhos e coceira, mas para cada problema é indicado um tratamento diferente. Para prevenir complicações, a recomendação é sempre procurar um oftalmologista ao primeiro sinal de desconforto.