Todo mundo tem mas ninguém sabe o que é!

Muitas vezes quando acordamos, percebemos uma bolinha de secreção no canto dos olhos. Aquilo, nada mais é do que o ressecamento do líquido que compõe a lágrima, uma espécie de “resto de lágrima”. Ela é formada enquanto dormimos, quando as lágrimas se acumulam nos cantos dos olhos fechados. Com a evaporação da parte líquida, resta uma fusão da parte gordurosa da lágrima e
sujeira.

Nossa lágrima é formada por 3 componentes: uma camada de muco, que aprisiona partículas de poeira; uma camada líquida, que fornece sal, proteínas e outros componentes importantes para a saúde da córnea; e uma camada gordurosa, mais externa, secretada pelas glândulas de Meibomius que ajuda a prevenir a evaporação da lágrima na superfície do olho.

Depois que as lágrimas são produzidas, elas se espalham pelo olho graças ao movimento de abrir e fechar das pálpebras. O excesso dela é levado para o canto do olho, junto com poeira e todo tipo de sujeira que chega à nossa visão. À noite, nossas glândulas lacrimais reduzem a produção da parte aquosa da lágrima absorvida pelo duto lacrimal, mas continuam a produzir muco e gordura. O ressecamento dessa secreção dá origem à remela ou ramela, as duas formas estão certas.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>